O Meu Blog

Todos à minha volta parecem ter um blog? Porque é que não hei-de ter um meu, para dizer o que bem me apetecer? Assim aparece o Meu Blog...com letra maiúscula, como todas as coisas importantes!

domingo, agosto 16, 2009

O Principe encantado

Era uma vez uma princesa que vivia prisioneira numa linda torre onde era obrigada a manter a aparência de princesa e a ser alguém que não era ela. Não dava para ser de outra maneira, e vivia infeliz...miseravelmente infeliz!! Um dia encheu-se de coragem e mandou "tudo às urtigas", virou costas à vida estável e confortável que tinha e partiu rumo ao desconhecido. Meia perdida e ainda a pensar se o que tinha feito estaria certo para todos os que a rodeavam, parou e pensou: "Que se lixe...ando uma vida inteira a fazer o que os outros querem...agora é o que eu quero"...e assim foi!!!
No início da viagem encontrou um lindo principe (sim, principe...já nem sequer era um sapo), fantástico, inteligente, cativante, com alguns defeitos claro (este é um conto de fadas mais realista do que os outros), e apaixonaram-se!!! Viveram felizes durante muito tempo, pois a princesa gostava tanto do seu principe que ignorava todos os seus defeitos e começou a sonhar com o "viveram felizes para sempre". Ao lado do Principe encantado, ela podia ser ela, sem fingir, sem máscaras, podia libertar-se. E juntos sentiam a força do Universo nas suas mãos, riam-se, divertiam-se, gostavam das mesmas coisas e era sempre fácil encontrarem o que fazer em conjunto. Parecia que mesmo que não houvesse diálogo adivinhavam o que ia na cabeça de cada um.
Mas o principe nunca esqueceu a adrenalina das batalhas, dos combates, de andar dias e dias a cavalo solitário e sem companhia, sem ninguém com que falar...e sentia muito a falta destas epopeias. Havia uma parte que até gostaria de ficar no castelo e do "viveram felizes para sempre", mas a parte guerreira falava mais alto. Queria voltar à solidão das longas caminhadas, das lutas sozinho.
E um dia o Principe partiu, pegou no seu cavalo, na sua armadura e vez-se ao caminho. Assim, de um momento para o outro. E a Princesa?
Esta ficou sozinha, perdida sem o seu Principe encantado, a tentar dar um novo rumo à sua vida mais uma vez. E todos os dias sobe à Torre mais alta do castelo e chora desalmadamente, como se não houvesse amanhã. E este choro dá-lhe forças para enfrentar todos os dias com um sorriso na cara!!! Sim, porque as princesas são fortes e não podem mostrar a ninguém o que lhes vai na alma e no coração, mesmo que estes estejam totalmente destroçados. E nesta torre alta olha sempre para o horizonte à espera que o seu Principe se canse e volte... Acredita piamente no "Viveram felizes para sempre"!!! E acredita com este Principe, não com nenhum conde, duque ou sequer algum sapo que se atravesse no caminho!!!
E todos sabem como as princesas sabem ser pacientes!!!! Só arriscam tudo pelo Principe Encantado!!! Mais nenhum outro valerá a pena....Só assim as histórias terminam bem...e os Contos de Fadas terminam sempre bem!!!

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial